Charlie Brown Jr. e Brasil de Luto – Morre o Vocalista Chorão!

O cantor Alexandre Magno Abrão (mais conhecido como Chorão), vocalista da banda de rock Charlie Brown Jr., foi encontrado morto na madrugada de terça para quarta-feira em seu apartamento no bairro de Pinheiros em São Paulo.

chorao
A causa da morte ainda é desconhecida. Chorão estava sem se comunicar com amigos e familiares havia dois dias. O imóvel onde se encontrava estava bastante danificado, além de uma grande quantidade de embalagens de bebidas alcóolicas. A Polícia Civil suspeita que o cantor tenha sido vítima de overdose de drogas. Segundo o delegado Luiz Romani, do 14º Distrito Policial, no apartamento do artista, em Pinheiros, na Zona Oeste de São Paulo, foi encontrado um pó branco, que será periciado – ele suspeita que seja cocaína. “Por enquanto, o principal suspeito é a droga”, disse Romani, que atendeu a ocorrência nesta manhã, sobre a causa da morte do artista.

O cantor tinha 42 anos de idade. Sua banda foi formada em Santos em 1992 e teve muito sucesso na segunda metade da década de 1990 com o público adolescente. A trajetória da banda foi marcada por brigas, polêmicas e mudanças de formação, mas completou 20 anos de fundação no ano passado e tinha um show marcado para abril no Credicard Hall, em São Paulo.


Em toda a carreira o Charlie Brown Jr. lançou nove álbuns de estúdio, dois discos ao vivo, duas coletâneas e seis DVDs. No total o grupo vendeu 5 milhões de cópias. Além de vocalista, Chorão era responsável pelas letras do Charlie Brown Jr. e pelo direcionamento artístico e executivo da banda. Em 2005, o trabalho “Tâmo aí na atividade” foi premiado com o Grammy Latino de melhor álbum de rock brasileiro, o que se repetiu em 2010 com “Camisa 10 joga bola até na chuva”.

No ano passado, o Charlie Brown Jr. lançou “Música Popular Caiçara”, álbum ao vivo que marcou o retorno dos integrantes Marcão e Champignon à banda. Eles haviam deixado o grupo em 2005. As apresentações aconteceram em Curitiba e Santos. A produção do trabalho foi feita por Liminha e os shows contam com a participação de Falcão (O Rappa), Zeca Baleiro e Marcelo Nova. Das 15 faixas do CD, a única gravada em estúdio é “Céu azul”.

Chorão foi o único integrante do Charlie Brown Jr. que permaneceu no grupo em todas as suas fases. Paulistano, Chorão adotou a cidade de Santos desde a juventude, onde criou a banda. Seu apelido foi dado ainda na adolescência, quando ele não sabia andar de skate e ficava apenas olhando os amigos. Um deles, então, pediu que o jovem não chorasse. Segundo a GloboNews, a infância e a adolescência de Chorão foram difíceis por conta da separação dos pais, que aconteceu quando ele tinha 11 anos. O músico largou a escola na sétima na série.

O corpo será velado em Santos, no ginásio da Arena Santos.

Chorão vai deixar saudades na música brasileira. Era um cara de atitude, que não se importava muito com as críticas e quando subia no palco se transformava em um líder nato, capaz de ordenar a multidão e ser compreendido de forma singular.

Vai em paz Chorão. Aqui, sentiremos muito a sua falta.

Fonte: G1 Globo

About

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *