Por qual Razão Choramos ao Ficarmos Tristes?

Questão complexa. Há mais razões por trás de um berreiro do que sonha nossa vã filosofia. Mas vamos tentar pôr ordem nesse turbilhão de sensações. O centro de tudo é o sistema límbico, região do cérebro que controla as nossas emoções. Em situações dramáticas, parte dali uma série de informações que estimulam um monte de glândulas e músculos do corpo. É por isso que as lágrimas podem vir acompanhadas por embrulho no estômago, pêlos arrepiados, taquicardia e até uma bela dor de barriga.


Esses estímulos variam de intensidade de pessoa para pessoa e dependem até mesmo de fatores como educação e cultura. “Os alemães, por exemplo, aprendem a interpretar as emoções de forma mais fria e conseguem ‘apagar’ muito do que chamamos de colorido emocional”, diz o psicólogo José Roberto Leite, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Isso explica por que umas pessoas choram mais que outras. Por outro lado, também dá para condicionar o choro, como fazem os artistas, que provavelmente acionam o sistema límbico com lembranças tristes.


Por qual Razão Choramos ao Ficarmos Tristes?

Apesar de as lágrimas de tristeza serem as mesmas que caem quando cortamos uma cebola, os mecanismos relacionados à “abertura da torneirinha” são bem diferentes. No caso da cebola, as glândulas lacrimais respondem apenas a um estímulo mecânico, reflexo decorrente da irritação da mucosa dessa região. Também é possível derramar lágrimas pressionando as glândulas lacrimais. É o que acontece quando damos um belo bocejo ou de quando choramos de tanto dar risada.


Fonte: Mundo Estranho

About

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *