Filmes Que São Remakes e Talvez Você Não Saiba!

Eu admito que hoje em dia os cineastas tem a sua disposição inúmeras técnologias que ajudam a criar filmes cada vez mais fantásticos, mas por outro lado, a criatividade anda em baixa. Eu admito que remakes sempre existiram, desde que criaram o cinema falado, começaram a refilmar os bons filmes mudos, mas hoje em dia, poucos roteiros originais estão entre os blockbusters no cinema.


Filmes Que São Remakes e Talvez Você Não Saiba

Claro que muitos são remakes de filmes totalmente desconhecidos, como Velozes e Furiosos. E os remakes realmente ficaram melhores, mas outros, como Conan, o Bárbaro, só mancharam a reputação dos bons filmes originais. Então vou listar abaixo alguns desses filmes que você talvez nem sabia serem remakes:


The Fast & The Furious de 2001:





É um remake de The Fast & The Furious de 1955:



A Múmia, de 1999:



É um remake de A Múmia, de 1932, com Boris Karloff:



A Identidade Bourne, de 2002:



É um remake de A Identidade Bourne, de 1988:



Fúria de Titãs, de 2010:



É um remake de Fúria de Titãs, de 1981:



O Espião que sabia demais, 2011:



É um remake de Um Espião Que Sabia Demais, minissérie de 1979:



Sr. & Sra. Smith, de 2005:



É um remake de Sr. & Sra. Smith, uma comédia romântica de Hitchcock, de 1941:



Esses foram só alguns exemplos, na hora de pesquisar dá um branco na memória, mas em breve retornarei com outros remakes. Isso sem contar os muitos remakes de séries que estamos tendo. E não me entendam mal, não estou falando que não deveriam fazer remakes, em alguns casos, ênfase no “alguns”, eles são bem vindos, nos fazem conhecer histórias que não tivemos acesso. Agora, quando estamos num tempo em que mais da metade dos grandes lançamentos são remakes, é de se preocupar que a criatividade esteja acabando. Já estão fazendo remakes de filmes lançados a pouquíssimo tempo, como Homem-Aranha, ou Millenium, os homens que não amavam as mulheres, cujo original fora lançado à apenas dois anos na Suécia!


Mas é isso aí, gosto de opiniões, a favor ou contra, desde que construtivas. Comentem abaixo!


Fonte: Jonathan Rodrigues

About

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *