Fifa Quer Vetar Mané Garrincha no Estádio de Brasília

A Fifa exigiu que o Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, palco da abertura da Copa das Confederações 2013 e de sete partidas da Copa do Mundo de 2014, retire o termo “Mané Garrincha” do seu nome no período em que estiverem ocorrendo os eventos. Com isso, segundo a assessoria da Copa, o local realmente terá o nome alterado.

mane
O estádio vai ser ter o nome modificado no período das competições, assim como a Arena Pernambuco, e passará a se chamar “Arena Nacional”, declarou.

Segundo informações da Folha de S.Paulo, a entidade justificou que “a consistência dos nomes dos estádios devem ser mantidas”, pois tais competições são de “interesse internacional”. Com isso, o nome do Anjo das Pernas Tortas não poderá ser usado em propagandas e divulgações do evento.

garrincha-e-pelé
Contudo, a própria publicação citou que o mesmo não aconteceu com outras arenas cujos nomes podem ser de difícil compreensão para os estrangeiros, como Maracanã e Mineirão.

Procurado, o governo do Distrito Federal disse em nota “estar certo de que não haverá necessidade de mudança na arena da capital federal”, pois o nome do estádio é usado desde a década de 80 e é lei desde 2012.

mane2
No entanto, o governador da capital do país, Agnelo Queiroz, já enviou projeto de lei aos deputados distritais alterando o nome do estádio. Em 2012, Queiroz tentou, sem sucesso, evitar que o “Mané Garrincha” fosse oficializado.

A Fifa diz que a mudança é um procedimento comum e cita como exemplo o mundial da Alemanha, em 2006, quando a Allianz Arena, do Bayern de Munique, perdeu durante a Copa de 2006 o nome da seguradora que a patrocinava e recebeu um genérico: Arena de Munique.

Bicampeão do mundo pela seleção brasileira, em 1958 e 1962, Garrincha é considerado, por uns, um dos maiores craques do futebol de todos os tempos, e por outros, como sendo superior a Pelé.

E Você o que achou dessa Imposição da Fifa!?

Fonte: Yahoo Esportes

About

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *