Cinco Tipos de Sexo

Segue uma listinha de cinco tipos de sexo que, acreditamos, todos os leitores maduros desse blog conhecem. Mas sabemos que existem mais, por isso, pedimos para que vocês não sejam tímidos e mandem as suas listas também. Afinal, é conversando que a gente se entende…

A Bela da Tarde – É aquela conjunção típica quando o casal dos tempos modernos, separado pelo relógio, finalmente consegue passar um dia inteiro junto. Depois do almoço, aquele esticadinha básica no sofá ou na cama, com pouca roupa, normalmente não termina antes das 18h. É preciso aproveitar, porque, como se sabe, outra dessas só quando o Carnaval chegar.

cenas-de-sexo

Sonhos de Uma Noite de Verão – Outra clássica: tá lá o casal dormindo e, de repente, um dos dois, normalmente motivado por algum devaneio erótico, começa a procurar pelo outro. A resposta inicial pode ser meio ríspida pelo inesperado, mas é questão de segundos para que aquela boa química da vida a dois faça borbulhar os instintos primitivos de ambos. Na manhã seguinte, é absolutamente normal que ninguém entenda o que aconteceu, mas que a pele está bem melhor, ah, isso está.

Amanhã de Manhã, Vou Pedir um Café pra Nós Dois – Esqueça o bafo matinal (todo mundo tem, ok?) ou a cara amassada: não tem nada melhor para começar o dia do que um entrelace de pernas preguiçoso, cheio de estalos de músculos recém-acordados. Esse é outro tipo de sexo que acaba acontecendo também quase que por instinto, no piloto automático, mas não custa nada assumir um pouco a parada e pilotar essa nave louca.

sexo-na-mesa

Alô! Tô Ligando Pra Saber Como Você Está – Uma parte está saindo de uma bela festa com os amigos, a garganta úmida e os sentidos aflorados, início de madrugada. A outra parte resolveu ficar em casa, abriu um vinho, pegou um livro ou um filme, mas está bem acordada, naquela expectativa de “podia rolar, né?”. É quando um liga para o outro e CABUM!, acontece aquela troca de fluídos faceira e gostosa, despretensiosa, movida quase que somente pelo tesão correspondido.

sexo-carro

Quero Buzinar Meu Calhambeque – Dizem que a perfeição nasce do improviso. E fazer sexo dentro de um carro é algo que exige mais do que improviso. Exige elasticidade, imaginação e, principalmente, muita vontade. E tendo esta última, o resto é bobagem. Apenas certifique-se de que o freio de mão está puxado. E muito cuidado com a alavanca de câmbio… ou não.

Fonte: Samba-Canção

About

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *