A Despedida Do Gorillaz

No dia 25 de dezembro de 2010, o Gorillaz ofereceu seu quarto álbum, The Fall, de graça para os fãs no site oficial. O trabalho foi realizado, em um iPad, durante os 32 dias da turnê que o Gorillaz fez pelo Canadá e os Estados Unidos, entre outubro e novembro. Agora, o disco ganha lançamento físico via EMI.

“Eu fiz isso porque tem muito tempo na turnê que você passa só olhando para as paredes. E foi uma maneira fantástica de fazê-lo. Eu achei que trabalhar durante o dia, no hotel ou na casa de show, era uma forma brilhante de me manter bem”, explica o líder Damon Albarn (Blur).

Para testamento final da inusitada banda virtual – depois, ela faria shows reais com seus músicos – surgida em 1998 e que virou um fenômeno global, The Fall é absolutamente futurista. Primeiro, é uma ousadia que uma banda ligada a uma multinacional ofereça um disco de graça aos fãs. Segundo, Damon Albarn criou todas as canções em seu iPad da Apple, desmistificando totalmente a ideia de que grandes produtores ainda dependem de estúdios superequipados.

Terceiro, com participações especiais  do soulman Bobby Womack e dos ex-Clash Mick Jones e Paul Simonon, mais do nunca o Gorillaz flerta com sons futuristas, criando camadas viajantes – e nem sempre digeríveis – de ruídos e experimentações. É um disco, por exemplo, que Laurie Anderson deve amar. Na soma geral, o bom The Fall reafirma que o camaleônico Damon Albarn é o músico mais  inteligente de sua geração.

Fonte

About

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *